Postagem em destaque

saiba

VE

Banco-BMC



O Banco BMC assina, amanhã, convênio com o Correios para oferecer o crédito com desconto em folha de pagamento aos 105 mil funcionários do serviço postal em todo o País. A instituição vai disputar a tomada de empréstimos garantidos por salários com quatro outros bancos que já atendem os empregados da empresa na modalidade, incluindo a Caixa Econômica Federal, que firmou parceria semelhante no fim de março.

O BMC mantém acordos de consignação com cerca de 300 autarquias ligadas a estados e municípios. O contrato com o Correios marca a estréia do banco junto ao governo federal, apesar de os funcionários da empresa não serem estatutários e trabalharem sob o regime da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). Mesmo sem ter a estabilidade de emprego assegurada, a vice-presidente do banco, Andréia Pinheiro, considera pequeno o risco. "A rotatividade dos funcionários é baixa, o que reduz o potencial de perda."

A executiva diz que o tíquete médio dos empréstimos tomados pelos empregados do Correios situa-se em R$ 1,6 mil (com base nos convênios já em andamento) e que a expectativa é de que de 30% a 40% da força de trabalho opte pela contratação do crédito junto ao banco. Isso resulta num potencial de incremento de R$ 50 milhões para o portfólio do BMC.

O volume de crédito em consignação do banco equivale a R$ 122 milhões e a previsão é de que o saldo seja ampliado em até 25% ao longo de 2004. "Os empréstimos com desconto em folha representam 12% da carteira e a tendência é de que ganhem importância", disse Andréia. A parceria com o Correios já foi selada sob o amparo da Lei 10.820 de dezembro, que estendeu a consignação de salários aos trabalhadores da iniciativa privada. Nesse segmento, o BMC pretende começar a operar a partir do mês que vem.

Para tanto, o banco contratou Alex Sander Gonçalves, executivo que fez carreira no Banco do Brasil, para assumir a área de Governo e Consignação. "A estratégia para as companhias privadas está aprovada e a intenção é priorizar empresas que já têm relacionamento com o banco", disse Gonçalves. "O foco estará nas de maior porte."

Para dar suporte à operação do Correios, o BMC inaugurou um escritório em Brasília. O banco conta apenas com uma pequena rede de agências nas principais capitais e atua por meio de correspondentes bancários.
Banco BMC fecha acordo com o Correios
Gazeta Mercantil - 27/04/2004
SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL DE SÃO PAULO,INFORMAÇÃO DE CONSIGNADO AQUI