quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

BMG Consignado PMSP 3536-3414- CVM

SERVIDOR DE SÃO PAULO QUE TEM CONSIGNADO NO BMG


 LIGUE EMPRESTIMO LIGUE-11-3536-3414- SOLICITE + INFORMAÇÃO
 2ª à 6ª feira,das 10h:00 às 19h:00

  -
APOIO EMPRESTIMO 
APOIO CELULAR 
APOIO CELULAR
DDD-11-9-6329-6111-CLARO9-6793-2270-OI9-9844-6672-VIVO9-4808-1623-TIM
Solicite atendimento personalizado correspondente BMG P.M.S.P. através do  PMSP -EMPRESTIMO formulário.




CVM quer taxa para renda fixa

- A autarquia pretende repassar custo de fiscalização para os fundos. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) quer implementar uma taxa de fiscalização sobre os fundos de renda fixa. Segundo o presidente da CVM, Luiz Leonardo Cantidiano, o objetivo é padronizar o tratamento de todos os fundos sob a guarda da autarquia.

Atualmente os fundos de renda fixa são isentos dessa taxa, que incide sobre outros segmentos, como os de ações. Isso porque essas carteiras estavam sob a guarda do Banco Central, que não cobrava uma taxa semelhante. Se a medida for aprovada conforme pretendida, a autarquia pode ter um reforço de caixa de aproximadamente R$ 120 milhões.

Regra de transição

Com o temor de que a taxa provoque um impacto negativo sobre o investimento em renda fixa, a Associação das Empresas Distribuidoras de Valores (Adeval) vai propor à autarquia uma regra de transição para o setor. A idéia é permitir que os gestores adotem mecanismos para amortecer a cobrança sobre a rentabilidade das carteiras. Outra proposta é a criação de pelo menos três faixas de cobrança, para evitar que as corretoras com carteiras menores sejam mais afetadas.

Para o gestor de asset management do BMG, Marcelo Maneo, a taxa pode prejudicar a rentabilidade das corretoras pequenas, especialmente num cenário de juros em queda. Um fundo com patrimônio de R$ 6,3 milhões, por exemplo, pode ter a rentabilidade diminuída em 0,5% a.a.

Gazeta Mercantil - 09/07/2003
Flavia Lima e Aluísio Alves/ InvestNews