Postagem em destaque

saiba

VE

BicBanco-Empréstimo-3536-3414-PMSP-BicBanco na Bolsa


11-3536-3414- BicBanco Empréstimo Consignado P.M.S.P
 no Holerite do Servidor Prefeitura de São Paulo,
Guarda Civil Metropolitana de São Paulo -G.C.M.SP,
Instituto de Previdência Municipal - Prefeitura de São Paulo- IPREM, 
Serviço Funerário do Munício de São Paulo-S.F.M.SP, Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo-H.S.P.M.SP
CRÉDITO PMSP LIGUE EMPRESTIMO LIGUE-11-3536-3414- 
SOLICITE + INFORMAÇÃO
 APOIO EMPRESTIMO - 2ª à 6ª feira,das 10h:00 às 19h:00



Tags
BicBanco dá a largada para abertura de capital na Bolsa


O BicBanco acaba de dar entrada no processo para a abertura de seu capital junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) - mas ainda deve demorar alguns dias para que o processo venha a público. O coordenador-líder da operação é o UBS Pactual. Procurado, o Bic não respondeu à reportagem. Fonte do mercado próxima à operação disse que o banco já está no "período de silêncio" que é exigido pela CVM antes de uma empresa fazer oferta de títulos ao mercado.
Com ativos de R$ 7,3 bilhões em dezembro de 2006, o Bic é o maior entre os bancos médios que já decidiram abrir o capital este ano - Sofisa, Cruzeiro do Sul, Pine e Bonsucesso - e ao contrário destes, não tem forte atuação no segmento de crédito consignado. A perspectiva de abertura de capital do Bic já estava citada no livro de informações do banco a investidores internacionais, quando o banco foi levado, pelo próprio UBS, a captar US$ 150 milhões em bônus, em setembro do ano passado. O banco é inclusive um dos mais adiantados entre os médios no processo de adesão a boas práticas de governança corporativa: em fevereiro, publicou seu primeiro relatório de responsabilidade social. Empresas com boa governança podem entrar direto no Novo Mercado, o preferido dos investidores, e terem acesso a recursos mais baratos.
A abertura de capital permitirá ao Bic ampliar suas carteiras de crédito. Na época da divulgação do balanço, o vice-presidente do Bic, Milto Bardini, negou a intenção de lançar ações, mas disse que esperava crescer mais 30% em 2007. Em 2006, o banco melhorou seu índice de alavancagem com a emissão de US$ 120 milhões em títulos no exterior, por meio de uma modalidade conhecida como dívida subordinada (que se soma ao capital do banco), o que permitiu a expansão de 60% nas suas operações de crédito em 2006, para R$ 4,4 bilhões. Com a captação, o índice de Basiléia da instituição subiu de 12,5% para 15,5% - o mínimo exigido pelo Banco Central (BC) é 11%.
O lucro líquido do Bic aumentou 26,8%, passando de R$ 82,1 milhões para R$ 104,1 milhões, de 2005 para 2006. A rentabilidade sobre o patrimônio líquido médio passou de 17,2% para 20,2% em 2006.
Em 2006, o maior crescimento das operações de crédito, de 155,2%, foi de consignado, que fechou o ano em R$ 545,4 milhões, representando pouco mais de 10% do total. A carteira de trade finance - operações de adiantamentos de contratos de câmbio (ACC) e outros tipos de financiamentos a exportação e importação - fechou 2006 em R$ 1,1 bilhão, com crescimento de 87%. Já os empréstimos em reais para empresas aumentaram 47%, para R$ 2,8 bilhões.
Além do Bic e dos quatro bancos que já tornaram pública a decisão de abrir o capital, este ano já assistiu ainda à venda do BMC para o Bradesco e do Cacique para o Société Générale. E o movimento de consolidação não deve parar por aí, pois há diversos grandes bancos estrangeiros com participação ainda tímida por aqui (como a Cetelem, GE Money e o Banif) que têm demonstrado apetite para crescer via aquisições.
kicker: A operação permitirá o aumento da carteira de crédito: ao divulgar o balanço, o banco previu crescer 30% em 2007

Gazeta Mercantil - 02/03/2007

Oferta, liderada pelo UBS Pactual, deve demorar cerca de 45 dias para vir a mercado
Léa De Luca