Postagem em destaque

saiba

VE

PMS-DAYCOVAL-EMPRÉSTIMO+Daycoval e Schahin recebem créditos do BID

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) anunciou ontem dois empréstimos para dois bancos médios brasileiros. A primeira operação foi feita pela Corporação Interamericana de Investimentos (CII), organismo multilateral que integra o BID, para o Banco Daycoval, no valor máximo de US$ 12,5 milhões; e a segunda foi feita diretamente pelo BID, no valor de US$ 40 milhões para o Banco Schahin.
Daycoval e Schahin recebem créditos do BID

Os recursos do empréstimo ao Daycoval vão beneficiar empresas de pequeno e médio porte que têm necessidades especiais quanto a prazo e estrutura dos empréstimos. O valor médio dos repasses do Daycoval será de US$ 200 mil. A CII está trabalhando para aumentar o fluxo de créditos para os pequenos negócios na América Latina e Caribe via o setor bancário privado.
O crédito ao Banco Schahin tem o objetivo de aumentar sua carteira de financiamento a consumidores e a empresas. O financiamento incluirá um "empréstimo A" de até US$ 20 milhões do capital do BID e um "empréstimo B" consorciado de aproximadamente US$ 20 milhões com recursos de instituições financeiras que assinam acordos de participação com o BID. "O empréstimo permitirá que o Schahin expanda sua participação na modalidade de financiamento ao consumidor que mais tem crescido no Brasil, o empréstimo descontado em folha, que atende especialmente funcionários públicos e aposentados pelo INSS. Ao mesmo tempo, dará apoio a sua carteira de crédito empresarial, composta principalmente de pequenas e médias empresas", disse o chefe de equipe do BID Edson Mori, em comunicado enviado a imprensa. "Este projeto ajudará a construir um mercado de bancos médios mais competitivo."
O volume de financiamento ao consumidor aumentou substancialmente no Brasil nos últimos dois anos devido a melhorias no ambiente macroeconômico, com inflação mais baixa, diminuição da taxa de desemprego desde 2004 e redução da taxa de juros. O setor de financiamento ao consumidor cresceu 25% no ano passado, com um aumento notável das modalidades de empréstimos pessoais e financiamento de veículos
Públicado em- 09/08/2007